Vivendo de Doces

É Possível Viver da Venda de Doces?

Parece estranho, né? Mas tem muita gente que vive hoje em dia de fazer e vender doces, como brigadeiros, bolos de potes, cupcakes e tantos outras delícias do mundo da gastronomia de doces.

Temos hoje em dia diversos cursos que ensinam a fazer doces para festas, bolos decorados, brigadeiros gourmet, cupcakes, beijinhos e muitas outras “loucuras” gostosas.

O mercado de eventos sociais é um que absorve muito esta novidade dos doces caseiros. Os casamentos, as festas empresariais, os congressos e seminários sempre tem destes doces e brigadeiros para degustação e apreciação.

Assim como, vários site hoje se dedicam ao mundo dos doces em geral, destacamos o Vivendo de Brigadeiro, que se dedica a mostrar cursos, vídeos sobre doces, incluindo também o panetone.

doces

Quanto se ganha?

Tem gente hoje no mercado ganhando até R$ 5.000,00 em renda extra só com a venda deste doces. O custo de produção de um brigadeiro, por exemplo, é extremamente baixo e o lucro acaba ficando muito alto.

Com as promoções que os mercados fazem hoje em dia, ter os insumos para a produção dos doces acabou virando uma corrida ao tesouro. Muitos disputam preços para elevar os lucros no momento da venda.

Para se ter idéia, o custo para a preparação de um brigadeiro gourmet hoje em dia não sai por mais de R$ 1,00 e a venda chega a R$ 5,00 a unidade, ou seja, um lucro de mais ou menos 400%, isso mesmo, quatrocentos por cento, num único doce.

Vários cursos mostram como fabricar e vender estes doces, como o Brigadeiro Gourmet da Marcia Tozo. Neste curso, além da apostila ensinado as receitas, você ainda tem aulas de como se vende, planilhas de custos e estratégias, tudo num único curso.

panetone

Nos dias de hoje, vê-se que só não ganha dinheiro, que realmente não quer ganhar. As chances são enormes e o mercado é aberto para todos.

Iniciando seu negócio

Posso indicar vários cursos e tendências do mercado para você iniciar um negócio gourmet hoje em dia, mas os cursos online são, sem sombra de dúvidas, a grande sacada, a grande oportunidade de se aprender em casa, na hora que quiser e no ritmo que desejar.

Veja vídeos, assista como se faz. Não precisa ser vídeo de profissionais, as pessoas comuns, os amadores fazer verdadeiras receitas para nosso degustação, para nosso deleite. Como disse, o site Vivendo de Brigadeiro tem muito vídeo, tem vídeo até sobre cupcakes e panetone.

Então só não consegue vencer quem não quer, então não espere mais, vamos a luta.

 

Vale a Pena Fazer um Marketing na Fotografia?

Muitos fotógrafos ainda vivem daquela moda antiga, aonde você tinha seu mostruário e ficava esperando as noivas virem ao seu estúdio para fechar um contrato.

Hoje, tudo mudou, o Marketing na Fotografia é muito importante e tem que estar presente. Não adianta ficar sentado esperando a campainha da sua sala tocar para você conseguir fechar um contrato, conquistar um cliente.

contrato-para-eventoPara conseguir fechar um contrato hoje, o profissional da área de fotografia tem que saber conquistar seu cliente, saber mostrar o seu diferencial, mas qual seria este diferencial nos dias de hoje?

Ter um bom trabalho! Não, não acho que isso é um diferencial, considero mais como uma “obrigação” do profissional sempre ter um excelente trabalho, digamos que isso é o primeiro passo.

Então qual seria? Nos dias atuais considero o marketing digital no seu trabalho de fotografia o mais importante passo que o fotógrafo pode dar. Saber se vender pela internet é difícil, mas é muito compensador, tanto do lado profissional, quanto do lado financeiro.

 

E como começa este marketing na fotografia?

Primeiro de tudo, construindo seu site. Se você não tem um site, você não tem nada, isso mesmo, não tem nada. Vamos pensar juntos, como você procura algo hoje em dia? Procura nas páginas amarelas? Procura no jornal ou na revista? Bem, digo que para estas perguntas, talvez a resposta em 99% foi “Não”. Hoje procuramos tudo pela internet e quem não está lá, não existe no mundo.

E para estar na internet você precisa ter um site, precisa ter a sua marca lá dentro. O primeiro passo neste caso é verificar se seu nome, sua marca ainda está disponível para registro e, neste caso, digo que tem que ver se está disponível tanto terminando com o .com.br como com o .com.

Para fazer esta pesquisa, temos muitos sites na internet, mas este aqui mostra certinho como registrar um domínio na internet. Ele mostra o passo a passo como:

  • Pesquisar seu nome desejado no registro.br
  • Pesquisar o nome desejado no GoDaddy
  • Como registrar o domínio .com.br
  • Como registrar o domínio .com
  • Como fazer o direcionamento de DNS para os locais de hospedagem.

Se não sabe, ou acha que não consegue, de uma olhada neste site, os vídeos são muito bem didáticos. Com certeza você será capaz de fazer tudo sozinho.

E depois?

Ok, registrou, agora é hora de hospedar seu nome numa firma de hospedagem, lá você também encontra vídeos explicando isso, como este aqui:

Feito todos os passos, para estar na internet, para existir, basta começar a fazer o seu marketing, juntando as redes sociais, ou seja, apontando elas para seu site, fazendo um SEO bem feito em suas postagens, aliás não mencionei, mas o blog é excelente para Google, para posicionar seu site no Google.

Ok, mas isso basta? Digamos que temos aí quase 80% do seu marketing feito, agora “vá a campo”, divulgue seu trabalho, faça contatos, mostre quem você é. O site Marketing na Fotografia, tem um post muito interessante que fala sobre comissões, o quanto interessante é você fazer uma “rede” de indicações, veja este post Comissão – dar ou não?

Fazendo isso você começa a alavancar seu negócio e com certeza a crescer muito no seu mercado.

O Mundo das Festas

Neste post quero falar do universo das festas, dos eventos sociais. Trabalhando há 30 anos me considero capar de poder falar tudo o que acontece dentro deste mercado.

Hoje em dia temos muitos casamentos em que verdadeiras fortunas são gastas, como o de artistas famosos e de jogadores de futebol, como foi o casamento do Ronaldo e a Daniella Cicarelli.

No começo da minha carreira como fotógrafo, nos anos de 1987, muitas noivas nem queriam festa. Na verdade, como antigamente se casava mais novo, em torno de 22 a 25 anos, os pais, principalmente da noiva, que faziam questão da festa.

Muitas vezes você confundia a verdadeira “dona da festa”, pois a mãe da noiva, já que a tradição dizia que a família da noiva quem pagava o casamento, era quem comandava tudo. Era ela quem escolhia os profissionais do evento, quem cuidava da decoração, do buffet, dos convites e tudo que pudesse, sempre sob o olhar de aprovação da noiva, que pouco opinava.

Com o passar dos anos, os noivos começaram a casar com mais idade, pois eles começaram a pagar o casamento. Com isso acabaram esperando se estabelecer na vida para poder partir para esse novo passo, o casamento.

E as festas mudaram muito a partir do momento que os noivos começaram a decidir como seria o seu evento, a sua recepção. Eles começaram a aproveitar muito mais a noite, hoje em dia eles conseguem ter disposição para curtir a festa do primeiro minuto ao último, quer dizer último quando não tem hora extra, o que começou a ficar muito comum.

E as festas de casamento começaram a ficar com orçamentos gigantescos. Começou a surgir inúmeros serviços que antes não eram nem imaginados. Os noivos começaram a fazer uma “poupança” alguns anos antes para gastar neste dia, antes sonhado mais pela noiva e agora compartilhado por ambos.

Mas o que pode ficar tão diferente hoje em dia no casamento, principalmente comparando com o que acontecia a até 10 / 20 anos atrás?

Desde baterias de Escolas de Samba a verdadeiros shows de cantores famosos, encontra-se hoje nestes eventos. O buffet que era o responsável pela alimentação dos convidados, hoje divide espaço com as estações gourmets, com os pratos japoneses, com os crepes e doces feitos na hora.

Os Djs hoje em dia, tem que ter um verdadeiros arsenal de músicas para poder atender a todos os pedidos das noivas, fora que muitas vezes dividem a responsabilidade do evento com MCs e bandas que tocam neste segmento de mercado.

Na área da fotografia tudo mudou. Antes as noivas queriam muita foto posada, era aí que estava o glamour fotográfico. Hoje em dia, as fotos chamadas de fotojornalismo é que fazem o sucesso do trabalho do fotógrafo. Antes tirava-se de 100 a 150 fotos num evento de casamento, hoje em dia se você entregar menos de 1000 fotos, seu trabalho não foi bem feito.

Com estas mudanças o significado do casamento acabou mudando para muitas pessoas, antes uma cerimônia de caráter religioso, acabou virando agora um EVENTO SOCIAL, no mais amplo sentido da palavra.

Bem, e essa é a história.