Como as informações do público-alvo podem melhorar os resultados da sua campanha

08/07/2020 Off Por Glaucio Marques
cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

Como as informações do público-alvo podem melhorar os resultados da sua campanha 1

Resumo de 30 segundos:

  • Faça uma referência cruzada entre o que as empresas pensam que seu público-alvo é e a realidade atual por meio do Google Analytics.
  • Crie personas de maquete para as quais você pode direcionar suas campanhas.
  • Identifique os principais pontos de venda e nichos para onde seu público consome mídia além do foco restrito dos negócios.
  • O Online PR Campaign Manager da Blueclaw mostra como os insights do público podem catalisar os resultados de sua campanha para sempre.

Quando criamos campanhas de marketing, usamos várias métricas para medir o sucesso, desde a extensão da cobertura e links até a mudança nas classificações de palavras-chave nos SERPs. No entanto, isso acaba encobrindo o real objetivo de qualquer campanha – como ela melhora os resultados financeiros.

Novamente, isso pode ser interpretado de inúmeras maneiras, desde a CTR até as vendas. Nesse caso, vamos nos concentrar em como colocar a campanha na frente do público certo é uma peça importante do quebra-cabeça na determinação do sucesso.

1. Identificando seu público

Ao identificar seu público, deve haver uma abordagem dupla. Em primeiro lugar, existe o público ou cliente, conforme identificado pela marca. Como em qualquer negócio, a marca terá visto uma oportunidade no mercado e direcionado seus produtos para esse público. No entanto, isso não necessariamente se casa com quem o público acaba ficando online.

Isso pode ser devido ao fato de a clientela ter mudado desde o início do negócio, enquanto o produto não mudou, ou pode ser que a estratégia não seja direcionada o suficiente. Portanto, a melhor maneira de identificar o público é examinar os dados disponíveis para criar uma maquete de quem você deve fazer marketing.

A maneira do Google Analytics

Uma maneira de fazer isso é, obviamente, através do Google Analytics. Através do GA, você pode acessar o público e filtrar para criar uma imagem de onde o usuário é proveniente. Sua idade, sexo e localização podem ajudar a identificar a natureza de sua campanha, metas de mídia etc., além de ajudar seu cliente a adaptar suas próprias mensagens e a direcionar melhor seus principais clientes.

A maneira manual

Outra maneira de identificar o público é um pouco mais manual. O cliente possui boletins por e-mail ou outros bancos de dados de leads? Você pode escolher entre ajudar a criar algumas personas de mock-up que podem ajudar a personalizar seus próprios esforços de marketing? Use tudo o que está disponível (e que seu cliente deseja compartilhar) para criar e criar campanhas que levarão a essas conversões.

2. Segmentar esse público

Todos nós gostaríamos que o conteúdo se tornasse viral. Mas, às vezes, não importa o número de links gerados, você ainda perdeu um truque. Uma campanha sempre precisa fazer sentido para as mensagens de uma marca e ter um elemento para torná-la interessante. De que outra forma você obteria links?

E, embora respondamos a muitas dessas perguntas, nem sempre podemos adotar uma abordagem muito focada no alcance, na esperança de atingir esses KPIs de link / cobertura. Às vezes, colocamos muita ênfase na quantidade versus a qualidade desses links.

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

Exemplo 1: Opções de cobertura

Por exemplo, um link em uma revista comercial poderia significar exponencialmente mais para um cliente do que se ele fosse obter uma cobertura massiva (sem um link) em um jornal nacional. Por quê? Porque naquele momento específico, sua campanha atraiu a atenção do público certo e tem mais chances de gerar um lead ou receita do que aquela cobertura em um jornal nacional.

Exemplo dois: Mensagens obscuras

Ou como outro exemplo, no ano passado, trabalhei em algumas campanhas que se tornaram virais e ganharam links internacionalmente. Incrível, né? Sim, mas como isso realmente melhorou os resultados? Bem, no caso de uma campanha. De modo nenhum. Os motivos foram duplos, a mensagem foi um pouco nebulosa para o público-alvo e o mercado-alvo nem sequer cobriu a história. Embora a cobertura internacional não tenha nada a ver com nomes como GQ, The Daily Express e mais a cobrir a história, ela não conseguiu se destacar nos EUA.

A outra campanha, Showdown de franquia de filmes, as mensagens eram melhores porque segmentavam o público correto. Para um cliente iGaming, o público invariavelmente distorce homens e mais jovens, mas não muito jovens. A peça atrairia esse público em outras áreas onde eles consomem suas notícias. Com cobertura não apenas em jornais nacionais, mas também em locais de entretenimento como Comicbook.com e Screen Rant, ainda conseguimos acessá-los, mesmo que a métrica de localização ainda seja algo em que possamos melhorar.

Nos dois exemplos, o maior diferencial foi o valor de segmentar os locais certos versus o valor do recurso amplo. Se sua mensagem cai em ouvidos surdos e não melhora a visibilidade e as sessões, obviamente você está perdendo um truque.

3. Descobrindo onde seu público mora

Mencionamos algumas métricas que você pode usar para segmentar e identificar o público-alvo, mas isso perde mais um elemento. Onde esse público mora? Que tipo de mídia eles consomem? É importante atribuir características ao público que você tem em mente?

Ao criar novas campanhas, você não está apenas pensando em criar algo novo e interessante, mas também se perguntando se isso agrada ao cliente. Vender software para um CEO ou tomador de decisão de uma empresa é muito diferente de vender software para o indivíduo médio que procura algo de uso pessoal. Onde eles consomem suas notícias também será diferente e você deseja garantir que possa alcançar o cliente certo, não apenas qualquer cliente.

Portanto, em vez de uma abordagem abrangente para um alcance em que qualquer pessoa que aborda tecnologia esteja incluída, ajuste essa lista de mídia. E mesmo antes de você chegar a esse ponto, o que dizer do cerne da idéia? Você pode ser mais alegre para atrair um grande público? Se você procura o Joe médio para fazer o download do seu aplicativo, quais são alguns dos interesses dele que estão adjacentes ao seu produto, mas não estão no nariz? Você pode explorar outros nichos e ângulos dentro dessa ideia? Existem outras áreas de nichos em que seu cliente ainda pode ser encontrado?

Usando ferramentas como o Facebook Audiences, BuzzSumo, Ahrefs e Majestic, você pode identificar ainda mais se seus nichos e mídia de destino são válidos e até encontrar mais destinos para adicionar à sua lista. Você pode refinar os dados demográficos do seu público para garantir que eles recebam sua mensagem. Você não pode atrair clientes se eles não o veem, certo? Coloque seu cliente na frente dele e você verá a melhoria em breve.

Qual é o próximo

Depois de destacar as necessidades do seu público-alvo e onde você pode encontrá-los, você poderá desenvolver estratégias de marketing de conteúdo que não apenas atraem eles, mas também proporcionam as conversões necessárias para os negócios. Mais importante, você terá os dados não apenas faça backup da estratégia, mas também uma métrica a seguir para ver o impacto de suas mensagens.

Natalia Sketchley é gerente de campanha de relações públicas on-line da Blueclaw e é responsável por gerenciar e executar campanhas de relações públicas digitais para marcas de comércio eletrônico, tecnologia, viagens e igaming.

Leia Também  Sete estratégias de marketing de conteúdo que você deve tentar [With examples]

Como as informações do público-alvo podem melhorar os resultados da sua campanha 2
cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br