O guia de processo de marketing de conteúdo mais completo que você precisa para se organizar

O guia de processo de marketing de conteúdo mais completo que você precisa para se organizar

22/05/2019 Off Por glaucio


O marketing de conteúdo é enganosamente complexo. Em sua superfície, pode parecer simples: criar conteúdo, empurrá-lo para o mundo e observar os leads. Entretanto, na prática, há muitas partes móveis que precisam ser sincronizadas para o sucesso. Da estratégia à execução e mensuração, há mais envolvimento do que o que imediatamente se vê.

Essa desconexão entre expectativas e realidade pode prejudicar rapidamente as tentativas de uma organização de começar a usar o conteúdo. Quando os CMOs e as partes interessadas do cliente não têm uma compreensão clara da estratégia e do desenvolvimento do fluxo de trabalho necessários para alcançar o sucesso, os resultados podem facilmente deixar de produzir um retorno mensurável sobre o investimento e manter esses interessados ​​felizes.

No entanto, desenvolver um entendimento de como o processo completo de marketing de conteúdo funciona não precisa ser difícil. Ter um esboço do começo ao fim ilustrando como as coisas funcionam pode ajudar a convencer clientes e partes interessadas de que o sucesso não é tão simples quanto começar um blog, filmar alguns vídeos ou publicar um número ideal de postagens de mídia social.

Nesta postagem do blog, você verá:

  • Uma explicação clara de como o marketing de conteúdo funciona em todo o processo.
  • Toneladas de links para posts relacionados que mergulham profundamente em cada área.
  • Modelos para ajudar sua equipe a começar a documentar estratégias e fluxos de trabalho.

Este é um resumo de processo de alto nível que o levará dos estágios iniciais de planejamento até a medição e análise. Se esta postagem oferecer o "o quê" e o "porquê" sobre o que precisa ser feito, os links para postagens mais granulares fornecerão o "como" na execução de cada peça. Aproxime-se disso como um hub de favoritos e lembre-se de que não há pressão para absorver tudo isso imediatamente.

Gerencie seu processo de produção de marketing de conteúdo com 30 modelos, infográficos e muito mais

Executar com eficiência todo esse processo não é fácil. Para ajudá-lo em sua jornada, reunimos 30 recursos gratuitos que você pode começar a usar agora mesmo. Este pacote inclui modelos, guias, planilhas e muito mais. Há algo para cada parte do seu fluxo de trabalho de marketing de conteúdo, e recomendamos que você faça o download agora antes de prosseguir.

[Cookie “Get 30 Content Marketing Templates! || https://coschedule.com/blog/wp-content/uploads/content-marketing-template-bundle-mockup.png || Download Now || http://content.coschedule.com/content-marketing/ben/30-Content-Marketing-Templates.zip”]

Como é um processo de criação de conteúdo?

Existem muitos modelos e mapas diferentes que descrevem o processo de marketing de conteúdo. Para nossos propósitos, dividiremos nos cinco grupos a seguir:

  • Planejamento e Estratégia de Conteúdo: Isso inclui tudo o que está envolvido no desenvolvimento de um plano abrangente e estratégia para o seu conteúdo.
  • Criação de conteúdo: Isso inclui tudo o que está envolvido nos processos de criação e nos fluxos de trabalho.
  • Publicação de Conteúdo: Isso inclui tudo o que está envolvido no estabelecimento de cronogramas e cadências de publicação.
  • Distribuição e Promoção de Conteúdo: Isso inclui tudo envolvido na promoção de um conteúdo.
  • Medição de Conteúdo: Isso inclui tudo o que está envolvido na análise de desempenho e na extração de informações para refinar sua estratégia de conteúdo no futuro.

Em um nível alto, veja como tudo isso se parece em forma de diagrama:

Sua biblioteca de processos de marketing de conteúdo

Ao escrever este post, percebemos que lidar com todo o processo de planejamento, criação, promoção e medição de conteúdo em um post é uma tarefa difícil. Se você estiver procurando por algo específico, clique em uma das seguintes postagens:

Planejamento e Estratégia de Conteúdo

Criação de conteúdo

Publicação de Conteúdo

  • O melhor calendário de conteúdo do 2019 para ser organizado todo o ano
  • Qual é o melhor momento para publicar postagens do blog?
  • O que 14 estudos dizem sobre o melhor momento para enviar e-mail
  • Os melhores tempos para postar em mídias sociais de acordo com pesquisa
  • O calendário de mídias sociais que aumentará seu tráfego em 192%

Promoção e Distribuição de Conteúdo

Medição de conteúdo e análise

Fase 1: Estratégia de Conteúdo + Planejamento

Tudo começa com um planejamento inteligente.

Entendendo seu público

Para quem você está criando conteúdo? Quais são seus maiores desejos, necessidades e pontos de dor? Estas são algumas das primeiras perguntas que você precisa responder ao desenvolver seu processo.

Descobrir quem é seu público não precisa ser tão difícil quanto parece. Faça alguma escavação, no entanto, e você pode achar que o seu público real difere daquele que você pensou que tinha.

Para começar, responda a quatro perguntas:

  1. o que problemas minha empresa, produto ou serviço resolvem? Se você está no negócio, isso deve (espero) ser fácil de responder. Como você faz a vida dos clientes melhor ou mais fácil?
  2. Quem são nossos clientes atuais?? Quem está comprando seu produto agora? Anote mentalmente se isso é diferente de quem você quer comprar seu produto.
  3. Quem é meu concorrente? Você provavelmente sabe quem são seus principais concorrentes. No entanto, faça algumas pesquisas rápidas de palavras-chave no Google, Facebook e Twitter para ver se você pode aparecer mais do que você não estava ciente.
  4. O que nos diferencia da nossa concorrência? Por que as pessoas escolheriam você em vez disso?

Depois que você os acertar, você saberá:

  1. Quais tópicos seu conteúdo precisa abordar e quais perguntas ele deve responder.
  2. Quem vai ler, assistir ou ouvir esse conteúdo.
  3. O que sua concorrência está fazendo (e comece a pensar em como você pode melhorar seus esforços).
  4. O que você precisa fazer para diferenciar seu conteúdo (para que as pessoas consumam suas coisas em vez de seus concorrentes).

Em seguida, desenvolva uma declaração de público simples que resuma a quem você está tentando alcançar. Use este modelo e preencha os espaços em branco:

"[OUR COMPANY] cria conteúdo para ajudar [INSERT DEMOGRAPHIC] Faz [INSERT ACTION] Melhor."

Em seguida, estabeleça o que chamamos de seu "núcleo de conteúdo". Isso significa identificar duas coisas:

  • O que você faz (e os assuntos mais importantes para sua empresa).
  • Com o que o seu público se preocupa (o que provavelmente inclui tópicos que você deve abordar, mesmo que eles se relacionem apenas frouxamente com o que sua empresa faz).

Aqui estão algumas maneiras simples de começar a fazer isso:

  • Explore seus feeds de seguidores de mídias sociais. O que eles estão compartilhando no Twitter?
  • Faça uma pesquisa de público. Use algo como Polldaddy ou Macaco Survey e pergunte aos clientes ou aos leitores do blog em que eles estão interessados ​​(e quais tópicos eles querem que seu conteúdo cubra.
  • Veja o conteúdo da sua concorrência. Você não deve necessariamente copiar o que eles estão fazendo. No entanto, tomar nota do que eles estão criando pode fornecer algumas pistas sobre o que o público acha relevante (desde que estejam fazendo um bom trabalho).

Personas em desenvolvimento

Se você não estiver familiarizado com seu público, criar personagens pode ser vital para entender quem você está segmentando. Isso é especialmente verdadeiro quando se trabalha em setores onde você não se considera um profundo especialista no assunto (SME). Esse processo pode se envolver de maneira justa, mas não precisa necessariamente ser excessivamente complicado.

O que torna as pessoas uma parte tão importante do processo de marketing de conteúdo? Este gráfico resume isso com algumas estatísticas poderosas:

Uma persona é uma descrição simples do seu cliente ou membro da audiência. Para criar uma persona de usuário simples, você deve incluir as seguintes informações:

  • Era
  • Localização
  • Ocupação
  • Nível de renda
  • Nível de educação
  • Hobbies
  • Desafios e Metas
  • Resumo de Personalidade
  • Valores e Medos
  • Blogs favoritos, fontes de notícias e empresas

Essa é a descrição de alto nível do que você precisa em uma persona. Para um guia mais detalhado, confira o post abaixo.

Estabeleça seus objetivos

Tenha um plano de como você definirá metas para cada projeto e campanha que você executar. Embora as metas possam variar com base em cada projeto, ter uma metodologia definida para determinar metas torna a configuração mais fácil.

Uma estrutura comum de definição de objetivos que recomendamos é o sistema SMART. Objetivos SMART são:

  • Específico. As metas devem ser focadas em laser em KPIs de métricas de conjunto em movimento.
  • Mensurável. Eles devem ser quantificáveis ​​e capazes de ser copiados com números reais.
  • Acionável. Você pode tomar medidas específicas para atingir esse objetivo?
  • Realista. Aumentar a receita em 1 milhão por cento provavelmente não é realista. Use seu melhor julgamento.
  • Oportuno. Atingir metas deve ajudar a impulsionar sua organização de maneiras relevantes no momento.

Em seguida, para escrever uma declaração de meta simples (seja para suas metas gerais de negócios e marketing ou para um canal, campanha ou projeto específico), siga este modelo:

Você pode ajustar o palavreado específico conforme necessário. O que é necessário é que você diga claramente o seguinte:

  • O que você espera alcançar.
  • Quando você espera conseguir isso.

Para obter guias mais específicos sobre como definir metas de marketing, consulte estes guias:

  • Como definir metas de marketing que você pode realmente atingir de Kissmetrics
  • Como definir metas de marketing com base em metas de negócios de ImpactBND
  • Como definir objetivos de marketing SMART de métricas inteligentes

[Tweet “Here’s how to set SMART marketing goals (and manage the rest of your content marketing process, too):”]

Desenvolva sua estratégia de conteúdo

Este é um enorme tópico em si. De fato, vários livros foram escritos sobre o assunto (e você deve lê-los). Indiscutivelmente, muito do que abordamos neste post também abrange estratégia de conteúdo e estratégia de marketing de conteúdo (há uma diferença sutil).

Para nossos objetivos aqui, dividiremos a estratégia de conteúdo em seus elementos mais básicos absolutos. Então, apontaremos você na direção certa para saber mais.

Para começar, vamos responder a três perguntas:

  • O que você vai criar?? Isso significa os tipos de conteúdo e canais que você usará.
  • Por que você vai criá-lo? Isso está de volta aos seus objetivos e às necessidades específicas que seu conteúdo deve abordar.
  • Como você vai medir o sucesso?? Isso implica estabelecer as métricas específicas que você rastreará.

Realizando Auditorias de Conteúdo

Como você pode criar mais conteúdo que funcione, cortar o que não funciona e evitar a duplicação de esforços? A resposta é realizando auditorias regulares de conteúdo. Pam Neely montou este excelente guia (e modelo de auditoria de conteúdo) que mergulha profundamente nesse processo.

Em um nível alto, aqui estão algumas coisas para procurar ao avaliar o conteúdo passado:

Gerando Idéias

Como você vai gerar ideias para projetos e campanhas? Conceitos criativos de qualidade e ideias de campanha não acontecem por acidente (na maior parte do tempo). Tudo o que você cria também deve estar conectado aos seus objetivos gerais.

Então, como você cria ótimas idéias que realmente movem a agulha? Comece por descobrir quem estará envolvido no seu processo de ideação:

  • Clientes ou partes interessadas internas. As campanhas geralmente começam como soluções para problemas que seus clientes ou sua empresa enfrentam.
  • Seu CEO, CMO e estrategistas seniores. Essas pessoas estão próximas da configuração geral das metas da sua organização.
  • Seus fazedores nas trincheiras (escritores, designers, etc.). Você contrata pessoas criativas para serem criativas, certo?

Em seguida, estabeleça estruturas para ideação. Existem algumas maneiras de abordar isso:

  • Sessões de estratégia individual em que membros individuais da equipe geram ideias de projeto, conteúdo e campanha por conta própria.
  • Sessões de brainstorming em grupo onde vários membros da equipe colaboram na ideação.

O processo de brainstorming mais fácil que obtivemos com sucesso no CoSchedule é assim:

  • Coloque sua equipe em uma sala e faça com que escrevam todas as idéias que puderem pensar em dez minutos.
  • Peça a uma pessoa que leia todas as ideias em voz alta. Em seguida, peça a cada membro da equipe que avalie essas ideias em uma escala de três pontos. Três são ideias definitivas que você deve executar, duas são ideias que precisam de algum trabalho, e uma é, bem, porcaria. Se você fizer isso corretamente, o processo produzirá ideias de maneira geral (e tudo bem).
  • Aceite todas as ideias que são unânimes e reduza as que você aceita.

Esse processo funciona para todos os tipos de projetos diferentes e em todos os tipos de cenários. Sinta-se à vontade para adaptá-lo aos seus propósitos.

Fase 2: Criação de Conteúdo

Você tem seus processos de planejamento no lugar. Agora, vamos para as etapas de execução. Como os projetos e ideias de marketing de conteúdo serão trazidos à vida?

Estabelecer funções de equipe

Os papéis da equipe podem ser diferentes dos cargos reais. O que estamos procurando saber aqui é o que as pessoas realmente farão quando se trata de planejar, publicar e promover conteúdo.

Entendendo a pesquisa de palavras-chave

A pesquisa de palavras-chave é vital para criar conteúdo que seu público quer. Em seu nível mais simples, deve atingir três objetivos:

  • Ajudando você a entender o que as pessoas querem ler. Isso normalmente significa coisas que respondem a perguntas e resolvem problemas para elas.
  • Ajudando você a entender a intenção por trás das palavras-chave. Analise com cuidado os resultados de pesquisa dos termos de palavras-chave para garantir que as pessoas estejam realmente procurando o que você acha que elas são.
  • Ajudando você a entender o que você pode classificar. A maioria das ferramentas de palavras-chave mostra a dificuldade e a concorrência das palavras-chave.

Para fazer uma pesquisa de palavras-chave de qualidade, você precisará das ferramentas certas. Aqui estão alguns que podemos recomendar:

  • Google Keyword Planner
  • Explorador de palavras-chave da Moz
  • Ahrefs Palavras-chave Explorer
  • Estúdio de palavras-chave
  • Serpstat

Criando listas de verificação, modelos e outros recursos reutilizáveis

Ter listas de verificação pré-construídas e modelos para todo tipo de conteúdo produzido pode ajudar a facilitar a criação de conteúdo consistente. Eles ajudam a reforçar os fluxos de trabalho produtivos e garantem que todos os projetos sejam executados da maneira correta, todas as vezes.

Existem algumas maneiras de abordar isso:

  1. Use nosso lista de verificação pré-construída aquiou qualquer um dos modelos incluídos nesta postagem que você está lendo agora.
  2. Crie suas próprias listas de verificação e modelos.

Para criar suas próprias listas de verificação, siga estas etapas:

  1. Listar tudo o que é necessário para concluir um tipo específico de conteúdo. Seja meticuloso.
  2. Atribuir cada tarefa ao membro da equipe apropriado. Isso pode ser uma pessoa específica ou apenas o papel necessário.
  3. Estimar quanto tempo cada etapa leva para concluir. Se você não tiver certeza, acompanhe seu tempo ao longo da criação de algumas peças para definir os valores de referência.
  4. Documente todas essas etapas e torne sua lista de verificação facilmente acessível para sua equipe. Considere usar algo como uma pasta compartilhada do Google Drive ou do Dropbox para armazenar todas as suas listas de verificação.

Escrita + Design

Ter escritores e designers trabalhando bem juntos é fundamental para o sucesso do marketing de conteúdo. Ao estabelecer processos claros para cada um, você pode eliminar muita confusão e dar cabeçadas em torno das expectativas.

Um fluxo de trabalho básico pode ser assim:

  1. O gravador elabora conteúdo em um modelo ou documento.
  2. Então, escritor e designer discutem imagens para incluir.
  3. Designer toma direção e adiciona outras imagens quando necessário.

Geralmente, seja qual for o tipo de conteúdo que você está criando, é assim que funciona.

Fase 3: publicação de conteúdo

Depois que os fluxos de trabalho e os processos de criação de conteúdo forem implementados, determine com que frequência o conteúdo será publicado e estabeleça processos para gerenciar sua cadência.

Estabeleça com que freqüência você publicará cada tipo de conteúdo criado por você

Não há respostas objetivamente corretas para quanto conteúdo é suficiente ou quanto é demais. Mas os posts a seguir podem ajudar a oferecer alguns pontos de partida:

  • Com que frequência postar em mídias sociais [Proven Research From 14 Studies]
  • A melhor frequência de envio de e-mail [Backed By 20 Studies]
  • O comprimento do post do blog perfeito e a frequência de publicação é B? !! $ # ÷ x [Whiteboard Friday from Moz]

Planejando seu calendário de marketing de conteúdo

É altamente recomendável planejar todo conteúdo publicado em um calendário de marketing unificado. Quer você use uma planilha ou um aplicativo (somos parte do CoSchedule), sua agenda deve atingir os seguintes objetivos:

  • Deve dar a sua equipe inteira um lugar para ver todos os projetos em andamento.
  • Um lugar para mapear todos os seus prazos.
  • Um meio de manter tudo organizado para que nada seja perdido ou esquecido.

Se você precisa de um modelo de calendário ou um guia sobre como usar um, temos vários. Confira os seguintes posts abaixo:

Fase 4: Promoção de Conteúdo + Distribuição

A promoção de conteúdo geralmente é negligenciada. Se você não estiver planejando completamente seus processos de promoção, é hora de começar.

Mídia social

Supondo que você esteja criando postagens de mídia social para promover outro conteúdo (além de conteúdo social autônomo), é necessário planejar algumas coisas:

  • Sua seleção de canal. Em quais canais você está e quais são os mais importantes para você?
  • Um agendamento de postagem promocional para cada tipo de conteúdo que você promoverá. Os modelos de postagem planejada economizam tempo imaginando quantas postagens preparar.
  • Uma compreensão da análise de mídia social. Monitorando o que funciona e o que não ajudará você a aproveitar ao máximo seu tempo a longo prazo.

Marketing de email

O marketing por e-mail oferece um ROI de 4.000%. De acordo com o Campaign Monitor, também 40 vezes mais efetivo para aquisição de clientes do que a mídia social. Então, tenha um plano para aproveitar ao máximo.

  • Desenvolva uma estratégia para criar sua lista de e-mail. Upgrades de conteúdo bloqueado em posts e páginas de destino do edifício com formulários opt-in Existem duas maneiras de fazer isso.
  • Anote um cronograma de envio de email. Este guia irá ajudá-lo a selecionar os melhores dias e horários para enviar e-newsletters.
  • Planejar um processo de criação de conteúdo de email. Isso implicará:
    • Escrevendo sua cópia de email.
    • Criando modelos de email (se você estiver codificando seus próprios e-mails) ou colocando conteúdo em um modelo em seu provedor de serviços de e-mail marketing.
    • Analisando o desempenho por email.
    • Repetir.

Search Engine Optimization

A otimização do mecanismo de pesquisa é necessária para garantir que o conteúdo garanta o tráfego contínuo (mesmo depois que as mídias sociais e a promoção por e-mail tiverem terminado). Em um nível básico, certifique-se de verificar o seguinte para cada conteúdo publicado (supondo que você esteja criando postagens de blog ou páginas de websites):

  • Tags de título. Estes são os links azuis na parte superior dos resultados da pesquisa. Eles devem incluir sua palavra-chave alvo e descrever com precisão seu conteúdo. Eles devem ter 70 caracteres ou menos.
  • Meta descrições. Este é o texto descritivo abaixo dos links azuis nos resultados da pesquisa. Eles não afetam diretamente as classificações, mas influenciam as taxas de cliques. Eles devem ter 150 caracteres ou menos (mas não muito curtos).

Para testar suas tags de título e meta descrições antes que seu conteúdo seja publicado, considere o uso de uma dessas ferramentas gratuitas:

  • Ferramenta de visualização SERP da Portent: É um pouco desatualizado (o Google não usa mais largura de pixel para limitar o tamanho da tag de título), mas ainda pode ajudar a ver como serão os snippets de pesquisa:

Ferramenta de Pré-visualização do SERP Portent

  • Ferramenta de visualização Spotibo SERP: Outra opção gratuita que funciona bem.
  • Yoast: Se você estiver usando o WordPress e o Yoast, verá uma prévia da sua tag de título e meta descrição antes de publicar.

Há também alguns outros elementos SEO básicos na página a serem considerados. Esses incluem:

  • Segmentação por palavras-chave. Seu conteúdo segmenta uma frase-chave específica?
  • Indexação semântica latente. Em linguagem simples, o seu conteúdo inclui termos relevantes para o seu tópico principal?
  • Posicionamento de palavra-chave em seu conteúdo. Sua principal palavra-chave é seu URL, H1 e conteúdo do corpo? As palavras-chave secundárias são naturalmente integradas à sua cópia?

Para guias mais detalhados sobre execução de SEO, leia o seguinte:

  • Como impulsionar o tráfego com 34 dicas importantes de SEO que você precisa saber
  • Como melhorar sua pesquisa de palavras-chave com a indexação semântica latente
  • Como maximizar o seu SEO na página em 2017 com uma lista de verificação incrível
  • Estratégia de Conteúdo SEO: Como disparar seu tráfego em 594%

PR / Outreach

Qual é uma das melhores maneiras de promover seu conteúdo? Diga às pessoas diretamente quem pode estar interessado nela! Claro, você vai querer ser sincero e sincero em seu alcance.

Marketing de conteúdo e relações públicas são pediu para unir forças agora mais do que nunca. À medida que esses campos se sobrepõem cada vez mais, é importante ter planos e processos implementados para saber como essas equipes interdisciplinares trabalham juntas.

De acordo com o Search Engine LandExistem pelo menos cinco maneiras diferentes de PR e SEO cooperarem:

  • Educação de produto. Independentemente de estarem falando com clientes, parceiros ou com a mídia, o PR passa muito tempo explicando como as coisas funcionam para as pessoas. Um ótimo conteúdo pode ser um recurso de qualidade para suportar isso.
  • Obtendo backlinks. Quando você conta às pessoas sobre seu conteúdo, é mais provável que ele seja encontrado por pessoas interessadas em se vincular a ele.
  • Gerenciando o alcance da mídia.
  • Mantendo as mensagens consistentes entre o conteúdo e o PR. O que um time diz é verdade, o outro deveria dizer também.
  • Compartilhando conteúdo. Sua equipe de relações públicas provavelmente conhece melhor do que qualquer pessoa que possa estar interessada em ver o conteúdo que você está criando. Incline-se em seus contatos e ferramentas como Cisão para encontrar metas de alcance de qualidade.

Então, o que os profissionais de marketing de conteúdo e os profissionais de RP podem fazer para combinar o máximo de impacto? Aqui estão algumas idéias:

  • Crie listas de contatos confiáveis ​​para alcançar novos conteúdos. Você tem repórteres de notícias ou outros profissionais de marketing de conteúdo com os quais você costuma entrar em contato? Em caso afirmativo, considere compilar suas informações de contato em uma lista compartilhada. Dessa forma, quando você tem algo de interesse (seja para conteúdo ou RP), você pode facilmente alcançar.
  • Faça uma conta no Help A Reporter Out (HARO). Esse banco de dados de fontes para jornalistas facilita a listagem de você como uma fonte confiável. Use o conteúdo para apoiar suas reivindicações de que você é especialista em seu setor ou assunto. Saiba mais aqui.

Para mais informações sobre como fazer esse relacionamento funcionar, guia de principiantes para RP de Kissmetrics é um ótimo lugar para começar. Então este guia é de Insights inteligentes.

Fase 5: Medição, análises e relatórios

Se você vai ganhar seu salário, precisa provar que seu trabalho está causando impacto. É aí que entra o relatório. Um bom relatório de marketing de conteúdo mostra à sua organização como seus esforços estão impulsionando os KPIs e ganhando dinheiro.

[Tweet “Good reporting shows your organization how your efforts are driving KPIs and making money.”]

Configurando as ferramentas do Analytics

Existem muitas ferramentas analíticas diferentes por aí. Quais você usa dependerá do tipo de você está fazendo. Aqui estão algumas opções comuns a considerar.

  • Google Analytics: Este é quase onipresente para os profissionais de marketing de conteúdo.
  • Piwik: Esta é outra alternativa freemium ao Google Analytics.
  • Pilha: Plataforma de análise Freemium que rastreia sem usar tags.
  • Kissmetrics: Uma plataforma avançada de métricas comportamentais (nós as usamos pesadamente aqui no CoSchedule).
  • Adobe Analytics: Plataforma de análise de nível empresarial.

Estas são algumas opções populares. Para saber mais, confira esta lista da G2 Crowd. Você também pode optar por conectar várias ferramentas diferentes em um painel. Aqui estão algumas opções diferentes:

  • Cyfe: Ferramenta de painel personalizada básica que se integra a vários serviços diferentes.
  • Klipfolio: Ferramenta avançada de painel de marketing que se conecta a uma ampla variedade de outras ferramentas e plataformas. Ele também inclui acesso à API para conectar ferramentas não suportadas (embora configurá-las dessa forma pode exigir conhecimento técnico).

Várias plataformas diferentes de SEO e marketing de conteúdo oferecem análises incorporadas também. Aqui estão alguns exemplos:

  • Moz: Plataforma de software SEO completo com funcionalidade de análise integrada.
  • Ferramentas de corvo: Semelhante ao Moz, mas com uma ênfase maior em análises e relatórios.
  • Ahrefs: Oferece métricas robustas para rastreamento de classificação, criação de links e outras áreas de conteúdo e SEO.

Seja qual for o conjunto de ferramentas que você estiver usando, garanta que as pessoas certas tenham acesso às ferramentas certas. Dependendo do tamanho da sua organização, isso pode significar que os colaboradores individuais recebem acesso a ferramentas de análise ou você pode ter uma equipe dedicada de análise.

Estabelecimento de um cronograma de relatórios

Em seguida, determine quando os relatórios de marketing serão divulgados (e quem precisa recebê-los). Dependendo das ferramentas usadas, você poderá configurá-lo automaticamente. De fato, este guia do Google abrange como configurar relatórios mensais automaticamente no Google Analytics.

Para definir seu agendamento de relatórios, responda às seguintes perguntas:

  • Com que frequência precisamos de atualizações de dados? Se você tiver reuniões de relatórios semanais, mensais, trimestrais ou anuais, configure a programação de relatórios de acordo.
  • Quais dados precisam ser compartilhados no momento em que? Os dados que estão intimamente ligados ao desempenho diário (para você, sua equipe e toda a empresa) talvez precisem ser compartilhados semanalmente ou mensalmente. Metas de longo prazo podem ser mais apropriadas para relatórios mensais, trimestrais ou anuais.
  • Quem precisa conhecer esses dados? Se você envia relatórios por e-mail manualmente em sua empresa, crie uma lista de pessoas que precisam receber esse relatório.

Vamos detalhar as métricas comuns de marketing de conteúdo em um cronograma sensato:

  • Semanal / Mensal: Métricas específicas relacionadas ao desempenho de seus executores.
  • Trimestral: Resumo de nível mais alto do progresso em direção a metas de longo prazo.
  • Anual: Metas de muito alto nível.

Em resumo, quanto mais impacto uma meta ou métrica tiver no desempenho diário de sua equipe nas trincheiras, mais essas métricas provavelmente precisarão ser informadas. Para obter mais orientações sobre como planejar sua programação de relatórios, confira este guia de Chris Penn.

Construindo Modelos de Relatórios

Se você confiar em relatórios automatizados de suas ferramentas de análise, isso será cortado e seco. No entanto, e se a sua organização espera relatórios personalizados porque suas ferramentas não conseguem extrair tudo o que você precisa em uma planilha do Excel ou PDF? Nesse caso, você pode precisar criar seu próprio modelo. Felizmente, nós criou um aqui para ajudar você a começar.

[Tweet “Get your free marketing report template (+29 other free resources) here:”]

Vá em frente e planeje seu próprio processo de marketing de conteúdo

Nós cobrimos muito terreno neste post. Espero que você tenha reunido insight e dicas suficientes para planejar um processo eficaz. Para resumir, aqui está tudo que aprendemos:

  • Planejamento: Como todo o processo de criação de conteúdo é iniciado? Há mais envolvimento aqui do que o que às vezes se encontra quando o público realmente vê o que você criou.
  • Publicação: O que entra no processo de produção de conteúdo completo?
  • Promoção: Uma vez que seu conteúdo é criado, como você está deixando o mundo saber sobre isso?
  • Medição: Quando seu chefe pergunta por que você vale a pena pagar para se manter por perto, que números você tem para declarar seu caso?

Agora, planeje seu processo de conteúdo e fique mais organizado.

Este post foi originalmente publicado em 14 de junho de 2017. Ele foi atualizado e republicado em 22 de maio de 2019.

O post O guia de processo de marketing de conteúdo mais completo que você precisa para ser organizado apareceu primeiro no CoSchedule Blog.




Blogs imperdíveis:

O novo Google Search Console Beta – insights e novos recursos

A melhor maneira de ter sucesso online é dando certo

Aqui está uma maneira indolor de receber dinheiro de volta para as mudanças de preços em suas compras

Criar Mais Rentáveis Ângulos /w 1 Este Estranho Truque

https://responsibleradio.com/top-25-trabalhos-de-entrada-de-dados-do-home-online-offline-no-investment/

Get Flash oferece 30 minutos mais cedo!

Ganhe dinheiro na Workforz: plataforma freelance onde você pode vender seu serviço

5 melhores segredos para manter um equilíbrio saudável entre vida e trabalho

Viajar é Minha Paixão